terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Sweet memories ou o aroma de um bolo de maçã recém saído do forno


 Minha mãe fazia bolos. Muitos bolos. Sempre tinha bolo em casa. Cresci assim, amando bolos e em minha casa sempre tem bolo. 

Bolo de chocolate, de fubá, de flocão, de banana, de passas, castanhas etc, mas há um bolo que é especial pra mim, o bolo de maçã.
O perfume da maçã , da canela, do açúcar mascavo, das frutas desidratadas, vários aromas se fundindo em um só, sabor de infância.
Tempo das casas de muro baixo, se chamava o vizinho pela janela, levava pratinho com pedaço do bolo ainda quente. E o prato nunca voltava vazio. Assim era a vida, sem pressa, sem medo , sem tranca na porta.
Hoje o bolo vem da padaria  e perde-se uma importante etapa, o aroma que penetra na casa toda prenunciando o prazer que se logo se fará presente na xícara de chá ou um cafezinho feito na hora acompanhando o esperado bolo.
Quando estou feliz faço bolo de maçã para comemorar, quando estou triste também faço, para atrair a felicidade.

Ingredientes
3 maçãs, a qualidade não importa, use a que mais gosta
3 ovos
200g de açúcar mascavo
3/4 xícara de óleo de girassol ou milho
280 g de farinha de trigo comum
40 g de farinha de aveia
40 g de farinha integral
50 g de castanhas picadas, do Pará, de caju, nozes, avelãs, a que mais gostar ou         estiver disponível
100 g de frutas desidratadas.  Eu compro damasco, tâmaras, ameixas, passas, figos   e outras que encontrar, coloco no processador, pulso algumas vezes e coloco em vidro de boca larga . Cubro com vodka de boa qualidade. Uso a Absolut. Guardo no armário e quando preciso já estão devidamente hidratadas e macias.
1 colher, das de sopa, de fermento químico 
1 colher , das de chá, de canela em pó.
1 limão.

Comece descascando as maçãs, coloque as cascas no liquidificador . Tire as raspas do limão, só a parte verde e reserve. Pique as maçãs em pedaços miúdos e cubra com o suco do limão. Reserve. Em uma tigela, misture as farinhas
No liquidificador acrescente os ovos,  açúcar , óleo, a canela e as raspas de limão. Bata até ficar homogêneo e despeje na tigela com as farinhas, Mexa delicadamente, somente para misturar, acrescente as maçãs, as castanhas, as frutas e o fermento. A massa fica um pouco consistente. 
Coloque em forma de buraco no meio, bem untada e enfarinhada. Forno preaquecido a 180 °, por cerca de 40 min. Faça o teste do palito.
Tire do forno e coloque a forma sobre uma grade para descansar por 15 min. Desenforme e polvilhe canela enquanto ainda está quente.
Como é um bolo muito versátil, pode ser acompanhado de chá, café, chocolate quente. Delicie-se.

domingo, 21 de fevereiro de 2021

Sorvete de graviola


 

Com as fortes chuvas, constantes neste verão, as frutas por vezes não resistem e caem antes de atingir o tamanho ideal e normal. Foi o que aconteceu com uma graviola ainda pequena e que  não resistiu ao vento. Amanheceu na grama e eu, mais do que depressa, recolhi, lavei, descasquei e preparei  a polpa. 

Levei ao freezer por cerca de uma hora. Coloquei no liquidificador com uma lata de leite condensado, uso o famoso Leite Moça porque não combino com outro, mas pode usar o da preferência de cada um.  Acrescentei uma xícara de água gelada, oito cubos de gelo e 500 ml de creme de leite fresco, também bem gelado.

Bati bem e acrescentei raspas e suco de um limão. Levei ao freezer por 6 horas.

Essa decoração foi feita com o único figo maduro que tinha no pé, um raminho de alecrim e um fio de mel para agradar o marido.

O sabor é muito suave e acentuado da fruta. Quem está acostumado com os sabores bem doces dos produtos industrializados talvez sinta falta de um pouco de açucar. É só acrescentar 1/4 de xícara, das de chá, de açúcar refinado, que dissolve mais rapidamente.


Não gosto de perder nenhum alimento, ainda mais frutas. Este foi um modo rápido e bem fácil de aproveitar minha graviola derrubada pela chuva e vento.


sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Chocolate e cerejas ou um bolo improvisado

Costumo ser daquelas pessoas que gostam de planejamento. Primeiro desenho tudo na mente, depois passo ao papel, para só depois executar. Mas... a experiência, a idade, o passar do tempo, qualquer seja o nome dado, tem-me feito lançar mão de improvisos , que felizmente sempre dão certo.
Foi o que aconteceu em um sábado qualquer. Prometi fazer um bolo para comemorar o aniversário de minha filha mais velha e esqueci de comprar os ingredientes.
Lembrei que tinha metade de um Nega Maluca congelado, tirei do freezer e vi que era pouco. Fazer o quê? Caprichar na quantidade de recheio.
Cortei o bolo em fatias mais finas que o usual para que rendessem mais. Forrei uma forma de fundo falso com filem plástico e coloquei uma camada de bolo, fazendo as emendas necessárias. Reguei com uma mistura de leite e chocolate em pó. Cobri com uma generosa camada de recheio , outra camada de bolo e mais uma camada de recheio . Aí o bolo acabou, levei então ao freezer para que ficasse firme a última camada de recheio fizesse o papel de uma camada de bolo e pudesse receber a cobertura.
Recheio:
Ingredientes:
1 lata de leite condensado
5 colheres de amido de milho
5 colheres de chocolate em pó 50% cacau
2 colheres de manteiga
1 caixinha de creme de leite.
700ml de leite integral
150 g de gotas de chocolate   meio amargo ou chocolate em pedaços.
Em panela de fundo grosso misture bem o leite condensado, o amido e o chocolate em pó. Acrescentar o leite aos poucos e levar ao fogo mexendo sempre para não encaroçar. Quando estiver cozido acrescente a manteiga, o creme de leite e o chocolate e tire do fogo imediatamente. Continue mexendo para incorporar tudo. Passe para uma tigela, de preferência gelada e cubra com filme plástico encostando no creme para não criar película.
Levar à geladeira. Quanto mais gelado mais fácil será de utilizar.
Cobertura:
1 lata de leite condensado
4 colheres de chocolate em pó 50% cacau
100 g de gotas de chocolate meio amargo
2 colheres de manteiga
1 pacote de biscoito Maria ou Maizena esmigalhado.
Levar ao fogo o leite condensado, o chocolate em pó e a manteiga até o ponto de brigadeiro mole, tirar do fogo e acrescentar as gotas de chocolate e o biscoito, reservando um pouco para polvilhar sobre o bolo.
Despejar a cobertura ainda morna sobre o bolo gelado e voltar à geladeira de imediato. Deve ser servido gelado pois é muito cremoso.
Bolo  Nega Maluca

Patchwork da Mommy



...um lugar para se falar de patchwork, quilt, receitas culinárias,gatos, plantas e o que mais vier...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...