domingo, 28 de agosto de 2011

Tecidos

 

 

Muitas pessoas me perguntam onde comprar tecidos para patchwork. É bem verdade, que há alguns anos atrás não se encontrava em Goiânia tecidos com qualidade variedade que  satisfizessem as exigências de uma quilter. Tínhamos que comprar em São Paulo ou Rio de Janeiro, o que demandava tempo, falta de liberdade na escolha, pois nem tecido floralsempre os tecidos que queríamos estavam disponíveis, frete caro e ainda o risco do extravio da mercadoria.   Talvez devido à nossa insistência em procurar, ao crescimento da divulgação do patchwork, tanto em revistas como em mostras de decoração, os lojistas  se puseram em movimento e agora já temos várias lojas com razoável estoque de tecidos  100% algodão, com estampas e cores variadas e com preço mais acessível. Espero que a concorrência venha melhorar mais ainda a oferta para que possamos produzir quilts de qualidade e beleza comparáveis aos padrões internacionais.

Manta de primavera

Proibido cópia

 

 

  A proximidade da chegada da primavera sempre nos faz lembrar de flores. De repente a natureza parece acordar de seu longo sono de inverno e como quem não quer nada, começam a despontar, primeiro timidamente, alguns brotos, e logo em seguida, com todo vigor, ramos inteiros cobertos de flores. Os jardins se enchem de cores e perfumes, o céu fica mais azul, o ar mais puro e nossos olhos se enchem de esperança por ver completo o ciclo da natureza que novamente se inicia.

sábado, 27 de agosto de 2011

Mais um galinheiro

galinheiro 005

Tenho que confessar que sou apaixonada por galinhas. Principalmente as carijós, que já convencionei chamar de “ galinhas de bolinhas” . Há algo que traz mais tranquilidade do que um quintal com galinhas? Estão sempre ciscando , revolvendo e adubando a terra, fazendo sua parte no ciclo da natureza. Ah! e  aquela paciência e cuidado que elas têm com os pintinhos, sempre ao seu redor, aninhados entre suas penas quando se deitam. Deve ser por isso que chamamos de aninhar quando desejamos descansar no abraço de alguém que nos transmite confiança. Embora parecidos, um galinheiro nunca é igual ao outro, as toalhas de galinhas também não o são.  Essa aí é mais uma que vai morar em sua nova casa, com votos de muita felicidade e longa vida alegrando seus novos donos. Cada trabalho meu é como um filho, mas me despeço deles para que possam voar para outras paragens levando todo o sentimento de amor que depositei neles quando os estava fazendo.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Pãozinho de milho

 

pão de milho - baguette 004

Pão de milho lembra chá, geléia, manteiga fresquinha, conversa na cozinha. Lembra amigos sem pressa, tardes preguiçosas, café feito na hora, a mesa está posta. A gente senta e não quer mais levantar, um assunto puxa o outro e assim vamos noite adentro, pondo a prosa em dia, esquecendo que vivemos num mundo que mais parece um turbilhão.

Ingredientes

Leite integral                                                300g

Açucar cristal                                               100g

Sal marinho                                                    10g

Ovos  ( 2 )                                                      90g

Manteiga                                                        45g

Farinha de trigo para pães                           500g

Fubá de milho artesanal                               150g

Erva-doce                                                       10g

Fermento seco instantâneo                             15g

Coloque os ingredientes na cuba da MFP, na ordem acima, exceto a erva-doce. Programe a máquina para a função massa e ligue. Quando os ingredientes estiverem misturados, acrescente a erva-doce. Complete o ciclo e despeje a massa sobre uma superfície enfarinhada, abaixe e espere por 15’.  Enrole os pães, com cerca de 50g cada. Passe a parte de cima em uma vasilha com água e depois em uma com fubá.Coloque em assadeira untada e enfarinhada e deixe crescer po 1h. Assar em forno pre-aquecido em 200°.  Quando estiverem assados coloque sobre uma grade para que possam esfriar sem criar umidade.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Ursa Mel

urso       pimpão 001

Quem é que nunca se apaixonou por um ursinho? A simples presença deles já nos dá vontade de abraçar, apertar e embalar. Nos remetem à nossa infância, a momentos de doçura, quando nossa única preocupação era planejar as brincadeiras do dia seguinte.

Atualmente vivemos uma época em que as crianças estão sendo constantemente recebendo uma grande carga de erotismo, seja em novelas, programas infantis, roupas e bonecas com corpo de adultos. Esses ursos foram projetados na intenção de dar à criança a oportunidade de lidar com a ternura de um boneco de pano, desenvolvendo também o tato ao tocar a maciez do tecido e do recheio de silicone. Como não é movido à pilha, brincando a criança desenvolverá sua imaginação, criando ela própria situações lúdicas.

Mais Sunbonnet

 

Sunbonnet Sue 009  Sunbonnet Sue 004

Mais 2 prontas, e ainda faltam 2 . Estou ansiosa para ver todas prontas e iniciar a montagem das molduras . Ainda não sei que mês essas vão representar, já que uma é o outono e a outra o início das aulas.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Pão de cenoura

 

Tenho a mais absoluta certeza que a minha relação com o “pão nosso de cada dia”,é  algo de atávico, perdido há centenas de gerações e que agora despertou com força total. Minhas lembranças se perdem no tempo e ainda sinto nitidamente o cheiro e o sabor do pão quentinho com a manteiga derretendo, no café da manhã antes de ir para o colégio. Amo não só o sabor do pão , sua textura e aroma. Amo fazer pão. Nada me dá mais prazer, é como um dom celestial. Faz-me sentir como as mulheres pioneiras, sobreviventes da perseguição religiosa da Europa antiga e que cheias de coragem se dispuseram a construir um mundo mais justo para seus filhos.

É nesse ponto que em minha mente se confundem o amor pelo Patchwork  e pelo Pão. Para mim representam a mesma  coisa : o amor pela família, demonstrado em forma de alimento e agasalho para as noites frias.É o instinto primeiro da mãe, agasalhar e alimentar os filhos.

Hoje, enquanto fazia minha caminhada, comecei a pensar em fazer um pão de cenoura.Deixei  a idéia  aflorar enquanto ia mentalmente calculando as proporções, imaginando o sabor e a textura. Peguei a balança, papel e lápis e comecei o mise en place, meio insegura, mas curiosa em ver o resultado. Deu certo. Ficou um pão excelente, enrolei de 3 formas diferentes para experimentar a versatilidade da massa, e todas ficaram boas.

Ingredientes

Leite integral                                             360g

Ovos  (1)                                                    60g

Cenoura crua picada                                300g

Sal marinho                                                10g

Açucar mascavo orgânico                          30g

Açucar cristal orgânico                               20g

Manteiga sem sal                                       50g

Farinha de trigo para pães                      800g

Fermento seco instantâneo                       10g

Ervas frescas picadas                      2 colheres

Ovo (1) batido com 1 colher de azeite para pincelar

Gergelim para polvilhar.

Bater no liquidificador o leite, o ovo e a cenoura. Despeje na cuba da MFP e acrescente os outros ingredientes na ordem acima, até o fermento. Selecione a função massa e ligue . Quando os ingredientes já estiverem misturados acrescente as ervas, usei alecrim, sálvia e orégano, mas isso fica ao gosto e disponibilidade de cada um. Se usar ervas desidratadas ponha somente a metade.  Ao terminar o ciclo, despeje a massa em superfície polvilhada com farinha, abaixe e deixa descansar 15’.  Forme os pães no modelo que desejar , coloque em forma untada e enfarinhada e deixe crescer por 1 h. Preaqueça o forno a 200°, pincele os pães com o ovo batido com o azeite e polvilhe gergelim. Leve a assar até que fiquem dourados e emitam um som oco ao serem tocados com os nós dos dedos. Desenforme e deixe esfriar sobre uma grade.pão de cenoura e ervas 002 pão de cenoura e ervas 006

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Baltimore Album Quilt

 

Os chamados Albuns Quilts, são quilts que contém assinaturas em seus blocos, com o objetivo de manter uma memória concreta de determinada ocasião. Surgiram nos Estados Unidos, segundo se sabe, pelas mãos de mulheres que professavam a fé protestante e que chegavam ao Novo Mundo em busca de uma vida melhor e sem perseguição religiosa.

As décadas de 1840 e 1850 foram marcadas pelo sentimentalismo. As pessoas se reuniam sabendo que aquelas amizades poderiam não durar para sempre, pois sempre estavam se movimentando pelo país à procura de melhores oportunidades de trabalho ou de terras mais produtivas. Faziam então os quilts e os membros da família e os amigos assinavam os blocos, a princípio com linhas de bordado e mais tarde com tinta. Quando por força do destino se separavam levavam consigo o quilt, que servia para aquecê-los e era também uma nostálgica lembrança de um período feliz.

Os Baltimore Album Quilts surgiram na década de 1840. Eram assim chamados porque eram feitos por moradoras da região de Baltimore, Maryland, nos Estados Unidos .Alguns dizem  que originaram-se entre as senhoras da Igreja Metodista e até hoje se encontram entre os mais populares modelos de quil. São feitos de um determinado número de quadrados, cada um aplicado com um desenho diferente. Em geral motivos florais, símbolos bíblicos ou patrióticos, como é o caso dá Águia que representa os EUA. Em fundo branco eram aplicadas cores como o vermellho, o azul e o verde.Esses quilts refletiam a prosperidade de Baltimore, que até a Guerra Civil era considerada a 2ª maior cidade do País. Não eram feitos com retalhos, mas com tecidos novos e de qualidade superior e aplicados com uma infinidade de tecidos das mais variadas cores e estampas o que retratava a opulência da época. Entre as jovens popularizou-se o hábito de cada pessoa fazer um bloco. A beleza e complexidade do desenho iria demonstrar a habilidade e criatividade de cada uma das participantes. Muitas horas eram devotadas à criação dos desenhos e alguns Quilts são conservados até hoje pelas famílias que os consideram uma relíquia.Baltimore Album 003  Baltimore Album 004

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Excesso de calor e bolo de bananas com chocolate

 

Com o imenso calor que se abateu sobre nós em pleno inverno, o cacho de bananas recém colhido amadureceu mais rapidamente do que as vorazes bocas conseguiram devorar. Resultado, muitas bananas maduras pedindo encarecidamente para virar um delicioso bolo. Sempre faço uma receita com farinha de rosca e passas, mas lembrei-me de ter visto em algum lugar Bolo de banana com chocolate, quem é que pode resistir? Puxei pela memória e encontrei Aqui a receita que queria. Fiz pequenas modificações, diminui o açucar porque as bananas já estavam bem doces e como não tinha castanhas do Pará em casa, usei nozes.

 

 

bolo de banana e chocolate 002 Ingredientes

230 g de chocolate meio amargo picado

1/2 xícara de açucar mascavo, medido bem apertado

1/2 xícara ( 50g) de castanhas do Pará picadas (usei nozes)

1 colher de canela em pó

3 xícaras de farinha de trigo

1 colher de bicarbonato de sódio

1 colher de fermento químico em pó

1 colher, de chá, de sal

1 1/2 xícara de açucar cristal ( usei só 1 xícara)

200g de manteiga sem sal

2 ovos

2 1/2 xícaras de bananas bem maduras, amassadas com garfo

Forma de 24 cm com laterais removíveis (usei uma de fundo falso), forrada com papel manteiga, untada e enfarinhada..

Em uma tigela misture o chocolate, o açucar mascavo, as castanhas e a canela.

Em outra a farinha peneirada com o bicarbonato, o fermento e o sal.

Na tigela da batedeira, ponha a manteiga e o açucar e bata até o ponto de creme fofo. Adicione os ovos 1 a 1, batendo bem a cada adição. Acrescente toda a banana e bata somente até ficar homogêneo. Em velocidade baixa junte metade da mistura de farinha de trigo, bata, raspe as laterais, coloque o resto da farinha e bata novamente. Coloque metade da massa na forma preparada, metade da mistura de chocolate. Cubra com o restante da massa e espalhe o chocolate por cima, apertando levemente para afundar um pouco o chocolate.  Forno pré aquecido por  cerca de 60’. Deixe esfriar antes de desenformar para o chocolate tomar forma.

Como já imaginava ficou um bolo delicioso.

UFOs

 

 

Que atire a primeira pedra a quilter que não tem , no fundo de uma gaveta, fechado em uma caixa ou mesmo em um armário, pelo menos um UFO. Ou uma porção deles,…Deus meu, como eles se multiplicam, quando menos se espera temos uma coleção formada. E aí, ou olhamos para eles sem inspiração ( com preguiça mesmo), fechamos rapidinho a gaveta, caixa, armário, seja lá onde os escondemos, viramos as costas e vamos pensar em outro projeto. Até que um dia acordamos dispostas a terminar tudo que ficou por acabar, nos sentimos poderosas, cheias de ânimo, e colocamos a mão na massa, ou melhor nos tecidos, blocos, molduras e partimos entusiasmadas já vislumbrando a linha de chegada.  E esse momento tem que ser aproveitado ao máximo e o mais rapidamente possível, pois assim como vem, vai-se bem ligeiro.  Todo mundo gosta de começos, mas meios e fins, a gente tem que aprender a gostar.  Portanto, se puderem evitem deixar qualquer coisa inacabada, a gente acaba se acostumando , perde o entusiasmo e vamos acumulando projetos em caixas estanques, esquecidos no armário do depois eu vejo como vai ficar, e aí, nunca mais olhamos para eles. E nossa vida também vai ficando parada, nosso subconsciente nos sussurra..” isso não é tão importante, vamos deixar prá depois…” tudo se acumula  e por mais que tentemos parece que não saímos do lugar.  Lanço neste instante a  campanha Guerra aos UFOs, a todos eles, não só os quilts, mas tudo que estiver parado em nossa vida. Façamos o propósito de só começar algo novo quando tivermos terminado tudo que estiver inacabado. Creiam, esse é um método excelente, falo por experiência própria. Já estou a  meio caminho de acabar com patchwork da Mommy - Toalha estrelas 007

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Aventais

colcha Alice 080

Ao lado dos panos de prato , os aventais reinam nas cozinhas. E quanto mais originais , mais nos despertam a vontade de usar. Têm função não só utilitária, ao proteger nossa roupa de toda sorte de respingos, como enfeitam, e como, a cozinha, sendo parte essencial da decoração. Esse aí, é o avental “ Aqui quem canta de galo sou eu”. Tem estilo masculino e cor mais discreta, muito embora alegre devido à pose do Sr. Galo.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Hoje é dia de Sunbonnet

 

 

Mais 2 Sunbonnets ficaram prontas e  ao lado das outras vão esperar o dia de se  juntarem em uma colcha e viverem felizes para sempre. 

Sunbonnet Sue 006Sunbonnet Sue 008

Fiz questão de bordar uma Sunbonnet vestida de verde-amarelo, para demonstrar e divulgar o sentimento de brasilidade e ufanismo que atualmente tanto faz falta no processo educacional de nosso povo.

domingo, 14 de agosto de 2011

Para os amantes de futebol



Que País é esse? É o País do futebol, o Pais dos grandes craques, exportados para o mundo todo, o País, onde em época de Copa do Mundo todos tornam-se exímios técnicos de futebol, julgando-se mesmo capazes de ocupar o cargo de Técnico da Seleção Brasileira.  E fora da Copa? Ah! Há futebol todo dia, Série A, Série B, Série de Acesso etc. E os sócios do Fanático Esporte Clube estão sempre de plantão, discutindo, escalando, sonhando cada vez mais alto, exaltando seus ídolos, sofrendo a cada derrota do time amado, mas vivendo as delícias do Paraíso a cada vitória. Desde que não haja violência, mas sim uma convivência saudável, que mal há em ser fanático por futebol?E o brasileiro que nem sempre demonstra seu sentimento de amor à Pátria, de repente se veste de verde e amarelo e sente orgulho de seu País. É claro que esse orgulho deveria se estender a todos os aspectos, deveria ser cultivado no lar paterno, nas escolas, nos clubes e em todos os locais de convivência. Mas isso já é assunto para sociólogos, historiadores, políticos etc. Por ora batamos palmas para os amantes do bom futebol, com seus craques, seus sonhos, suas vitórias e até mesmo suas derrotas, pois são elas que vão ensinar o caminho da vitória final.DSC08750 (2) Essa colcha foi feita para um fanático torcedor do Goiás Esporte Clube, Henrique Danin, meu neto.

sábado, 13 de agosto de 2011

Massa de Pizza


Não sei de quem é a autoria dessa receita de pizza. Circulou entre os participantes do Grupo da MFP, e acho que todos que fizeram aprovaram.  Transcrevo como foi publicada originalmente, com as medidas usadas na MFP.
Ingredientes
1 copo de água                    250 ml
1 colher, de chá, de alho bem amassado
2 colheres de queijo parmesão ralado
2 colheres de azeite de oliva
1 colher de açucar
1 colher, de chá, de sal
1 colher, de chá, de ervas para pizza ( ou use um mix de orégano, tomilho e manjerona)
3 xícaras de farinha de trigo
2 colheres, de chá, de fermento seco instantâneo
Coloque os ingredientes na MFP, na ordem acima. Selecione o modo Massa e deixe completar o ciclo. Abra a massa, pincele com azeite de oliva, polvilhe parmesão ralado e leve ao  forno preaquecido a 200°para assar levemente. Tire do forno e coloque a cobertura que desejar. Leve ao forno para acabar de assar.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Pão de abóbora ou Rosca Sueli

 

pão de abóbora 003 Quem me deu a receita desse pão delicioso foi Sueli, amiga nas horas alegres e nas não  tão alegres também. Companheira de agulhas, pontos e linhas e também de “ garimpo”, principalmente de tecidos. Embora eu tenha uma séria desconfiança que ela nunca fez feito essa receita, já que não é muito chegada à cozinha, resolvi batizá-la de Rosca Sueli.  Além de  saborosa, tem um visual que desperta imediatamente o apetite devido à cor que a abóbora empresta à massa.Tenho que confessar que modifiquei um pouco a receita, diminuindo a quantidade de ingredientes, o que resultou em um pão menor, mas mesmo assim grande. Depois de assado pesou 1k 200g.

Ingredientes

Água                                                        50g

Leite condensado                                  150g

Ovo                                                          50g

Manteiga sem sal                                    40g

Abóbora cozida e amassada                 350g

Sal                                                            5g

Farinha de trigo para pães                    700g

Raspas de limão                   1 colher  de chá

Canela em pó                        1 colher de chá

Passas escuras, sem sementes            100g

Ovo para  pincelar

Coloque os ingredientes na MFP, na ordem acima, com exceção das passas. Escolha a função  massa , ligue e espere o término do programa.  Coloque a massa em superfície polvilhada com farinha de trigo, abaixe para tirar o ar e deixe descansar 15’. Agregue as passas, distribuindo-as uniformemente na massa. Divida em 3 partes , forme rolos e trance. Feche a trança , unindo as pontas, formando uma rosca e prenda bem para não abrir quando estiver assando.Coloque em forma rasa, bem untada e enfarinhada e deixe crescer por 1h. Pincele então com 1 ovo levemente batido com 1 colher de água e polvilhe açucar granulado. Leve ao forno preaquecido a 200°. Depois de 15’, reduza para 150° e continue assando até ficar bem dourada e firme ao toque. Tire do forno e coloque sobre uma grade para esfriar.

Rosca de abóbora 004 Dicas – De preferência cozinhe a abóbora com casca e no vapor. Deixe as passas de molho em água por 1/2 h para hidratar, depois escorra bem antes de utilizar.

Quando raspar o limão cuidado para não atingir a parte branca.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Almofada para amamentar

003Quando o bebê nasce seu aparelho digestivo só está preparado para receber o leite materno. E é esse leite que vai além de alimentá-lo, imunizá-lo. O ato de amamentar vai despertar e desenvolver  no bebê os sentidos,, principalmente o tato e o olfato. Amamentar não é só um ato de amor, amamentar é VIDA.
Muitas mães têm dificuldades, principalmente nos primeiros dias, como tudo na vida é preciso ter paciência e dedicação para não desistir diante dos primeiros obstáculos, no caso a dor nas costas, bicos dos seios feridos, o leite que demora a descer. Ficar tranquila, sentar-se confortavelmente em local agradável ajuda muito. Adotadas já há algum tempo as almofadas de amamentar são um achado porque se adaptam anatomicamente e encaixam o bebê aliviando as costas e os braços da mamãe.

Pão integral com azeitonas

 

Fazer pão é uma paixão que nos pega desprevenidos, vai chegando devagar e quando nos apercebemos já se instalou, e aí… vira nossa cabeça e não sai nunca mais. Tudo começa quando provamos pela primeira vez um pão feito em casa, o aroma penetrante invadindo o ar, aquela aparência de coisa feita por avó, e o sabor então ? Sem conservantes, acidulantes, saborizantes e outras substâncias químicas, é sabor de pão mesmo. Prá que conservante se ele acaba logo? Não dá tempo nem de guardar para o outro dia.pão integral com azeitonas 001  Esse pão além de saudável é muito saboroso e tem uma aparência rústica que o torna mais apetitoso.

Ingredientes

Leite integral                        150g         

  • Iogurte integral                     150g

  • Sal marinho                              5g

  • Açucar mascavo                      8g

  • Azeite de oliva                                                                                50g

  • Ovos                                                                                               50g

  • Farinha de trigo integral fina                                                        140g

  • Farinha de trigo para pães                                                          500g

  • Fermento seco instantâneo                                                             7g

  • Linhaça                                                                                          15g

  • Azeitonas pretas picadas                                                             150g

  • Alecrim fresco picado                                                1 colher de sopa

  • Colocar na cuba da MFP os ingredientes, com exceção das azeitonas e do alecrim. Selecionar a função massa e ligar. Quando os ingredientes estiverem totalmente misturados, acrescente as azeitonas e o alecrim. Continue o ciclo normalmente. Ao término, despejar a massa em superfície bem enfarinhada, abaixar com a mão para tirar o ar e esperar 15’. Moldar então o pão, virando as pontas para dentro e para o centro, rodando a massa entre as mãos. Cubra fartamente com farinha de trigo, coloque em forma rasa (tipo pizza), bem untada e enfarinhada e deixe crescer em local abrigado por 1 h.

  • Preaqueça o forno a 200° e coloque dentro uma vasilha com água e gelo para formar vapor. Quando o pão estiver crescido faça dois talhos com uma lâmina ou faca bem afiada, borrife água e leve ao forno. Depois de 15’, reduza a temperatura para 150° . Estará assado quando a crosta superior estiver bem dourada e emitir um som seco ao se bater com os nós dos dedos.Tire do forno e deixe esfriar sobre uma grade. Só cubra quando estiver totalmente frio. Esse pão deve ficar com a casca rija e crocante e miolo macio.

  • Dicas:  Se for usar alecrim seco, reduza a quantidade pela metade.  Se não gostar de azeitonas pretas, substitua por verdes na mesma quantidade.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Colcha de patchwork com Sunbonnet

 Mais dois quadros da colcha ficaram prontos.


Uma é uma noivinha de maio, a outra, colhendo flores, talvez anuncie a chegada da primavera.

Quilt para o melhor amigo

É difícil encontrar alguém que não ame de paixão seu bichinho de estimação. Na realidade eles fazem parte da família e se tornam humanizados.
Assim sendo, se temos um quilt, por que nosso melhor amigo não haveria de ter um também?

sábado, 6 de agosto de 2011

Pão italiano com alecrim e passas



Quando vi esta receita aqui
fiquei ansiosa para testar. Não me decepcionei, possui textura macia, crosta firme, aparência convidativa e um aroma indescritível. O alecrim casa muito bem com as passas e ficam totalmente incorporados à massa, dando sabor, porém discretamente. A receita está levemente adaptada.

Ingredientes
leite integral                                           50g
iogurte natural integral                          80g
azeite de oliva                                       50g
sal marinho                                             8g
ovos ligeiramente batidos                   200g
passas claras                                       127g
alecrim fresco picado                             8g
farinha de trigo para pães                  533g
fermento seco instantâneo                    8g

Colocar as passas de molho no leite morno, deixar esfriar . Colocar na MFP o iogurte, o leite escorrido,o azeite, os ovos, o sal , a farinha de trigo e o fermento. Ligar e selecionar o ciclo massa.
Quando os ingredientes estiverem misturados, acrescentar as passas escorridas e o alecrim . Quando o programa terminar, despejar a massa em superfície bem enfarinhada, abaixar para tirar o ar e deixar descansar por cerca de 10'. Dividir em duas partes e dar a forma de pão redondo, dobrando as bordas da massa para dentro e para o centro, e ao mesmo tempo girando entre as mãos. Colocar em forma baixa, untada e enfarinhada. Deixar crescer por 1 h, em local fresco, mas protegido de correntes de ar. Pulverizar água a cada 20'. Antes de levar ao forno riscar com lâmina ou faca bem afiada  em forma de X ou 2 traços paralelos. O forno deverá estar quente, 200°. Pulverizar água nas paredes do forno. Após 10 ', abaixar para 150° e assar até ficar com a crosta dourada e firme ao toque.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Ursos


Urso Pimpão


     
 


Esse urso foi batizado com o nome de Pimpão, em homenagem à minha filha Fernanda, que quando pequena tinha um urso com esse nome. Ela o carregava para todo lado  e dormia com ele.
Esse é do Gabriel, é feito de algodão e tem recheio de silicone.






















                                      
                                     

Sunbonnet Sue


Continuo montando e bordando as lindas Sunbonnets, já pensando agora em uma colcha com os meses do ano.

Toalha com galinhas

Há tempos atrás ganhei um modelo de uma toalha de galinhas. Achei lindo, mas guardei, até que um dia, arrumando gavetas, encontrei e pronto , comecei logo. As galinhas são lindinhas e ganharam vida em meio às cerquinha . Não estou me lembrando bem, mas acho que foi um brinde do Bruno , lá do Pano Xadrez (Tia Lilli).

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Novos projetos


Muitas vezes as idéias pipocam na nossa cabeça, outras nem tanto. E prá não ficar esperando vamos começando novos projetos para ver no que vai dar.

Assim sendo preparei e comecei a bordar essas
Sunbonnets que estavam na fila de "a fazer", já há algum tempo.
O mais complicados com essas menininhas é que a gente se entusiama tanto que não quer parar mais, e aí, de uma parte-se para outra.
E os tecidos, então? Escolhemos e depois mudamos tudo, achando que outra combinação vai ficar melhor.
Ainda não sei no que vai dar, talvez almofadas, panôs, ou quem sabe uma colcha...
Fica aí a sugestão para quem como eu ama as Sunbonnets.

Patchwork da Mommy



...um lugar para se falar de patchwork, quilt, receitas culinárias,gatos, plantas e o que mais vier...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...