quarta-feira, 5 de outubro de 2011

É tempo de manga…

Talvez devido ao calor ou à seca prolongada, as mangas chegaram mais cedo e mais saborosas este ano. Tenho duas mangueiras no quintal, manga Rosa e Palmer. Até a Palmer que em geral só frutifica depois das outras espécies se antecipou e já está com frutos crescidos. Sempre gostei de mangas, mas com o passar dos anos percebi que elas estavam perdendo o sabor. Imaginei, a gente cresce, deixa de subir em árvores, saborear os frutos sentada nos galhos e o sabor se esvai, é uma pena. Até que me mudei para uma casa que tinha três mangueiras no quintal. Ah!, reencontrei o sabor, eram mangueiras enormes, com aqueles troncos que não se consegue abraçar e com frutos maravilhosos, com uma cor inigualável. Morei por uma ano nessa casa e voltei a me apaixonar por mangas. E também descobri o porquê. As mangueiras do quintal são naturais, florescem e frutificam quando estão prontas para isso, isto é, na hora certa. Não são forçadas a produzir duas vezes por ano, ou na época em que o preço está mais vantajoso para o produtor. É como se as mangas também tivessem que se adaptar à correria da vida moderna. Nos acostumamos a morar em apartamentos, deixamos de ter quintal e jardim e depois de algum tempo, nem nos lembramos mais da exixtência deles, antes damos graças porque o “trabalho” diminuiu. Passamos a comprar nossas frutas e verduras em supermercados,  amplamente selecionadas, certificadas, embaladas, sem aroma e sem sabor também. Ou deixamos para trás o hábito de saborear frutas, afinal, a vida moderna não nos proporciona tempo para isso, e passamos a comprar sucos que já vêm prontos, em caixas, com muitos conservantes e pouco sabor. E o organismo vai perdendo a função de  mastigar  e digerir as fibras das frutas. Ganhamos tempo e quilos a mais, e saúde a menos.  E com o passar dos dias vamos perdendo todos os hábitos saudáveis e prazerosos que trouxemos da infância e, o que é pior, deixamos de transmití-los a nossos filhos, que já nascem fazendo parte da geração tudo pronto. Esquecemos daquela expressão está chegando o tempo de determinada fruta.  Nas gôndolas dos supermercados há frutas de toda espécie o ano inteiro. Que importa se o sabor não é tão intenso? Logo nos acostumamos. Mas será que fomos programados para viver dessa forma? O lógico não seria acompanharmos o ciclo da natureza, recebendo suas dádivas na época e quantidade certa? Por que temos que comer tanto o tempo todo, se já nos livramos de fazer todo e qualquer trabalho que gaste energia? Há frutas que dão o ano inteiro, outras não. Não será um recado da natureza indicando o caminho correto da alimentação?  Nunca é tarde para se repensar e se desfazer de hábitos que nos prejudicam, nos tiram a saúde e provocam obesidade.

2 comentários:

  1. Essa é a manga mais gostosa que existe, bem docinha e não tem linha.

    ResponderExcluir
  2. Vovó, separa mais manga pra mim, que minha mãe irá buscar na próxima semana, esta é a única fruta que eu quero comer. Estou iniciando a minha alimentação, mamãe insiste nas outras frutas, mas depois que eu provei esta manga deliciosa...
    Bjs

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ficarei muito feliz.

Patchwork da Mommy



...um lugar para se falar de patchwork, quilt, receitas culinárias,gatos, plantas e o que mais vier...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...