quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Se a vida lhe der um limão, faça uma limonada…

 

No meu caso foi uma tempestade que encheu meu quintal de mangas verdes. Quando vi a quantidade, fiquei triste, porém,  como o tempo não espera ninguém, tive que agir rápido.Como  já tinham caído mesmo, a solução era encontrar uma maneira de aproveitá-las, lembrei-me então de fazer um doce de mangas verdes.  Atualmente quase não se vê esse doce, mas era muito comum no meu tempo de criança e tem um azedinho delicioso. Claro que eu não tinha nenhuma receita e nem tempo para procurar, a solução era improvisar.

Recolhi as danadinhas, escolhi as que estavam com a casca perfeita. Como caíram em cima da grama amendoim, que está bem fofinha, salvaram-se quase todas. Lavei bem e levei a cozinhar, com casca e tudo. Fui testando com um garfo porque não queria que ficassem muito cozidas, só o suficiente. Deixei esfriar, descasquei, fatiei e passei tudo no processador, usando a tecla pulsar. Pesei e levei ao fogo usando a proporção de 2:1 ( para 2 kg de  manga, 1  kg  de açucar cristal orgânico). Quando o açucar estava dissolvido, diminui a chama para o mínimo e deixei por cerca de 30’. Provei, estava muito azedo, acrescentei mais 500g de açucar e voltei ao fogo, crescentando também alguns cravos da Índia.  Depois de 15’ comecei a tirar o ponto , não queria nem tipo geléia e nem de corte, e sim um meio termo, o chamado doce de colher. Gente, deu certo. Ficou uma delícia, azedinho, com uns pedacinhos crocantes para a gente mastigar. Detesto coisas moles tipo mingau, sempre gosto de sentir alguma crocância nos alimentos, afinal para quê temos dentes?

Patchwork da Mommy



...um lugar para se falar de patchwork, quilt, receitas culinárias,gatos, plantas e o que mais vier...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...