sábado, 3 de dezembro de 2011

Appliqué , o teste

 

Prometi testar as diversas entretelas dupla-face e opinar . Foi uma semana e tanto. Geralmente gasto mais tempo decidindo o que vou bordar, escolhendo os riscos, fazendo alguma modificação que ache pertinente, separando tecidos etc. Mas como queria ver o resultado o mais depressa possível, pulei algumas etapas. Separei meus riscos prediletos e resolvi fazer o teste com eles.

Dizem que cada pessoa pertence a uma tribo,  como ainda não me decidi a qual tribo pertenço, divido-me entre a tribo das crianças, dos gatos , das galinhas e algumas outras. Daí os motivos que escolhi bordar.

Testei o Heatnbond lite  e o UltraHold, o Teclabel e um que a vendedora não soube dizer qual era a marca, ficou de verificar depois e me avisar. 

Para copiar os riscos a Heat bond lite foi o que mais me agradou porque é mais transparente, facilita o trabalho, caso vá copiar de uma revista ou livro. Pessoalmente tenho o hábito de sempre passar os riscos para uma folha de acetato, com caneta de retroprojetor para torná-los mais visíveis.

É necessário do ferro em temperatura morna e no modo seco para “colar” a entretela nos diversos tecidos do motivo em todos os casos. Agora vem a diferença: no Heatnbond, tanto o lite, quanto UltraHold é necessário o uso do ferro mais uma vez quando se vai unir os pedaços do risco ao tecido de fundo.  Com a Teclabel e a outra testada, não é necessário mais o uso do ferro. Convenhamos já é uma grande avanço não ser necessário o uso do ferro para fixar os pedacinhos o que nos dá a opção de fazer pequenas alterações se não ficarmos satisfeitos com o resultado, é só puxar e colar novamente.

Montadas as aplicações, comecei o bordado. Meus pobres dedinhos nunca mais serão os mesmos. Acabava um e começava o outro logo em seguida, sem intervalos, para que a impressão do anterior ainda estivesse bem presente. Resultado, dizer que os dedos ficaram furados seria um eufemismo, na verdade eles ficaram cheios de crateras, já que nunca consegui usar dedal e gosto de agulhas bem finas. Ao bordar os blocos com o Heatnbond lite não tive problemas.

Com o Teclabel e o sem marca, também não, embora por vezes a agulha ficasse um pouco grudada de cola. É só limpar com um paninho com álcool. Agora, com o Heatnbond UltraHold ficou mais complicado. Ele endurece muito o que torna o bordado difícil de fazer, a agulha encontra muita resistência para penetrar o tecido, a linha ficadesfiando … Quebrei várias agulhas nessa empreitada, até que resolvi bordar comuma agulha mais grossa, a nº 9 da Corrente, usada para acabamentos à mão. Não quebrei mais agulhas, mas os dedos sofreram o dobro

 

appliqué 007Conclusão: a entretela dupla face nacional preenche todos os requisitos que necessitamos para um trabalho perfeito, dá menos trabalho para usar , é muito mais barata e mais fácil de ser encontrada nas lojas de armarinhos.

Patchwork da Mommy



...um lugar para se falar de patchwork, quilt, receitas culinárias,gatos, plantas e o que mais vier...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...