sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Hoje é dia de Nega Maluca

 

Nada melhor para comemorar o carnaval do que essa delícia, que creio eu, deve ser uma unanimidade nacional. Todo mundo conhece e os chocólatras amam de paixão. Essa receita , resgatada de guardados bem antiguinhos, é a que minha mãe fazia. Para mim é a melhor e este post é dedicado a minha sobrinha Alice , que está com desejo e não encontrou nenhum que fosse igual ao da D. Ana.

A receita original do Nega Maluca leva água quente, mas duas coisas minha mãe não admitia na cozinha, bolo feito com água e pão de queijo com pouco queijo. Assim conservei as modificações introduzidas por ela, utilizando leite integral no lugar de água.

Fazer esse bolo me conduziu a uma espécie de retrospectiva, mergulhando de cabeça nos sabores da infância, cheiro de bolo assando e pão de queijo soltando fumaça quando partido.  E pastel, pastel com vários recheios diferentes e que eram devorados muito mais rapidamente do que eram fritos. Hoje quando vou a festinhas de aniversário com todos os salgadinhos exatamente iguais em formato e gosto,como  feitos em linha de produção  e  distribuidos por todas as festas, sinto saudades daquele tempo em que cada aniversário tinha o  sabor personalizado dos quitutes feitos pela família. E o bolo, ansiosamente esperado, não tão bonito e elaborado como hoje o são, mas por certo muito mais saboroso , feito com ingredientes frescos e muito amor. E criança não liga para luxo e complicação, elas querem mesmo é uma festinha simples e alegre.

Ingredientes

3 ovos

300g de açucar cristal

300g de farinha de trigoarroz lentilha e frango e nega maluca 011

80g de chocolate em pó (usei 50% cacau)

200ml de óleo

250 ml de leite integral

1 pitada de sal

1 colher, das de sopa, de fermento

Ligar o forno a 200°. Untar e enfarinha uma forma retangular. Bater no liquidificador os ovos com o óleo e o açucar e o sal. Esquentar  bem o leite e dissolver o chocolate (é o que vai acentuar a cor escura do bolo), acrescentar ao liquidificador e bater até misturar bem. Colocar a farinha já peneirada, em uma tigela e aos poucos despejar a parte líquida, mexendo com um fouet ou espátula até que fique tudo agregado, peneirar por cima o fermento, mexer delicadamente e despejar na forma preparada.  Após 10’ de forno, reduzir para 180° e terminar de assar, como cada forno é diferente, o melhor é fazer o teste do palito.

Cobertura

1 xícara de açucar cristal

1/2 xícara de chocolate em pó

1 colher de manteiga sem sal

4 colheres de leite integral

Misturar bem e levar ao fogo baixo mexendo sempre até ficar bem homogeneizado. Essa cobertura endurece quando esfria, se necessário levar ao fogo mais um pouco na hora de usar. A cobertura deve ser espalhada quente, no bolo também quente ( eu gosto de fazer uns furinhos com palito em toda a superfície do bolo para a cobertura penetrar).Esse passo deve ser feito rapidamente para que a casquinha se forme de maneira igual por sobre o bolo.

Observem bem a foto para ver a casquinha quebradiça da cobertura.

Bom carnaval e aproveitem para queimar as calorias do Nega Maluca.

3 comentários:

  1. obrigada!!! vou tentar fazer!!!

    ResponderExcluir
  2. Ai, tb adoro pastel, mommy sabe pq qndo estava grávida de mim comia bastante, taí sugestão para um próximo post. Mas também sinto falta dessas festinhas de antigamente em que aguardávamos ansiosos chegar um parabéns para comermos um quitute.

    ResponderExcluir
  3. estou fazendo este bolo agora vovó. Depois falo se ficou bom.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ficarei muito feliz.

Patchwork da Mommy



...um lugar para se falar de patchwork, quilt, receitas culinárias,gatos, plantas e o que mais vier...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...