quinta-feira, 8 de março de 2012

Às mulheres da minha vida



Nesse dia em que perpetuamos a memória daquelas corajosas tecelãs, que na Nova York de 1857, pereceram queimadas  apenas por defenderem o direito à igualdade, algo que imaginamos tão inerente ao ser humano, filhos todos de um mesmo Pai, envio meu abraço a todas as mulheres . Às mães,  às filhas, às avós, às netas, às tias, às sobrinhas, às solitárias, às sempre lembradas, às esquecidas em asilos, às que já cumpriram sua missão e se foram e também às que ainda não chegaram.
Venho de uma família de muitas mulheres. Um matriarcado como costumava dizer quando minha mãe ainda estava entre nós. Antes de fazer qualquer coisa a consultava e era dela a última palavra. Ela soube nos manter unidos, sempre ao seu redor, nas festas da família, nos aniversários que nunca deixaram de ser comemorados e principalmente nos almoços de domingos e feriados. Com muita, muita comida, a maneira mais simples que as mães tem de  revelar o amor aos filhos, alimentando-os  e mantendo-os protegidos sob suas asas.
E como não poderia deixar de ser, são todas mulheres corajosas, guerreiras, que não temem a luta, que conduzem suas famílias, que riem , choram, amam, rezam e comemoram juntas.
Todo meu amor a elas que dão à minha vida um significado todo especial.
E também às minhas queridas amigas, as que vejo sempre, as que quase não vejo, mas que nem por isso deixam de estar presentes em minhas preces. As que conheço de longo tempo, as que ainda não conheço, mas com certeza conhecerei um dia.
Amo muito todas vocês e não se esqueçam somos uma fraternidade.

                    




São para vocês as rosas do meu jardim.

Patchwork da Mommy



...um lugar para se falar de patchwork, quilt, receitas culinárias,gatos, plantas e o que mais vier...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...