domingo, 15 de abril de 2012

Um oceano entre mim e a filhota

 

524598_435932513088730_100000159544087_1993698_101936727_n

Embora tenha tentado por diversas vezes, nunca consegui entender o mistério do cordão umbilical. Alimenta o bebê durante o período da gestação, é cortado logo após o parto, mas tem-se a impressão que permanece um liame invisível por toda a vida entre mãe e filho. Desde o nascimento a gente sabe que eles vão partir um dia, mas nunca estamos preparados para acordar um dia e vermos que cresceram, são donos de sua vida e ainda por cima sabem amarrar os sapatos sozinhos.

Quando o caso acontece com a caçulinha então…Pior ainda se entre ela e as outras houver uma diferença de idade maior.  É como se ela não fosse crescer nunca e no entanto, o tempo passou célere.. Eu aqui imaginando se ficará bem alimentada e agasalhada, esquecendo-me o quanto ela é preparada, que domina várias línguas e é  perfeccionista como a mãe porque o fruto nunca cai longe da árvore.

O que é que alguém como eu faz numa situação dessas? Chora? Desespera-se? Vai às compras? Não… vai para a cozinha e inventa uma receita .

Mas tem que ser algo que lembre a infância , mas também a adolescência . Que leve seus ingredientes preferidos, sem esquecer o quanto ela é seletiva para comer. Fui selecionando e descartando até que ficasse sobre a bancada uma barra chocolate, nozes, coco ralado, melado, açúcar baunilhado, manteiga sem sal.

E como diz meu neto Henrique, “ o que a vovó mais ama fazer é pão..” Fiz uma rosca e batizei de Rosca Fernanda, com tudo que ela gosta no recheio e ainda coberta com chocolate e mais chocolate ainda.

Ficou realmente deliciosa, o que vem provar que ingredientes apenas, não fazem um bom prato, é preciso amor também e talvez um pouco de saudade.

Sei que todos vão adorar, mas é assunto para outro post, me aguardem…

Patchwork da Mommy



...um lugar para se falar de patchwork, quilt, receitas culinárias,gatos, plantas e o que mais vier...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...