sábado, 23 de junho de 2012

Milo, sabor da minha infância

 

nestle-milo-200g-3_95-85-p

O post de hoje é dedicado a todas as pessoas que riem de mim quando começo a desfiar  lembranças da minha infância. Não sei bem porque tenho a memória tão viva e me lembro tão nitidamente das coisas , coisas boas e momentos felizes, os tristes devem , estar guardados em alguma gaveta secreta cuja chave se perdeu. Duas pessoas se destacam nas críticas e têm a petulância de me imitar ao falar, são minha filha Fernanda e minha amiga Sueli.

Houve uma época em que passávamos muito tempo juntas e elas estavam sempre a rir da filhinha do papai que tomava Milo, não cansavam de rir e dizer que enquanto as pessoas normais tomavam Toddy, eu afirmava que tomava Milo, um chocolate granulado que parece ninguém em Goiânia tomava. Era comprado em farmácia como a Drogasil e outra que não lembro o nome, que ficava na Anhanguera com a rua 8. E se não tinha, mandava buscar em São Paulo. Como vivem me amolando até hoje por causa do Milo, resolvi fazer uma pesquisa para saber se mais alguém tinha passado a infância tomando aquela delícia. E encontrei: http://santa-nostalgia.blogspot.com.br/, vi então que não sou uma criatura do espaço que caiu aqui na Terra com um pacote de fraldas e algumas latas de Milo e leite Ninho.  E tem mais o Milo ainda é fabricado na Austrália e em Gana de onde vem o chocolate e comercializado em vários países do mundo. Essa Leite com Milo

imagem que peguei emprestada no blog citado acima, mostra a delícia que ficava o leite e os grânulos do chocolate se dissolvendo lentamente enquanto se esperava, com os olhos brilhando,antevendo o prazer que um chocolate quente proporciona.

Depois de pesquisar outras fontes cheguei à conclusão que a Nestlé deixou de fabricar o Milo aqui no Brasil, lançando em seu lugar o Quik, por uma questão econômica, já que o Milo,   feito com chocolate de melhor qualidade era mais caro e por isso  não se tornou popular. Mas que era gostoso levantar e ter diante de si uma caneca fumegante de leite com Milo, isso era mesmo…

E quem não acreditava em mim, pior ria de mim, fique sabendo só falo daquilo que posso provar.

Ah, o nome Milo era uma referência ao lendário Milo de Creta. Pronto falei!

Patchwork da Mommy



...um lugar para se falar de patchwork, quilt, receitas culinárias,gatos, plantas e o que mais vier...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...