quarta-feira, 22 de agosto de 2012

O meu tempo passa mais devagar…

 

Desde bem pequena me acostumei a encarar o tempo de acordo com as estações. Sempre havia alguém a dizer que no Brasil não temos estações definidas, apenas frio e calor, ultimamente mais calor do que frio. Teimosa eu dividia minhas estações pelas flores ou frutas da época. Então meu ano acabava com as últimas mangas e começava quando novas surgiam, o mesmo com as flores. Quando terminava uma florada sabia que um ciclo estava se encerrando.

Creio que hoje seria difícil adotar esse raciocínio porque há frutas e flores o ano todo. Não há mais tempo de manga, as gôndolas estão cheias de manga o ano inteiro. Só os produtos orgânicos seguem o calendário da natureza, considero-me abençoada quando olho meu quintal e tudo está como sempre, manga no tempo de manga.

Colhi hoje a primeira laranja do ano, linda, bem vermelha e extremamente doce. Época houve em que pensei nunca colheria uma fruta dela, tão maltratada foi por pedreiros, pintores e quetais que por aqui estiveram. Mas ela respondeu bem ao carinho a ela dispensado e deu me esse presente.

As primeiras mangas já vieram e se foram, bem poucas, só uma amostra do que virá ao final do ano. Os pássaros foram quem mais aproveitaram, conseguiam devorar metade de uma numa rapidez incrível. Talvez soubessem que eram poucas e logo acabariam.

Mas surpreendi-me hoje ao encontrar a mirra coberta de flores, perfumando o jardim. As flores miúdas, tão delicadas cobrindo os galhos que oscilavam sob o vento frio da manhã me fizeram vir lágrimas aos olhos. Mais um ano começava ali, isto é um ano da florada da mirra. Quando ela se for só daqui a um ano.

É essa minha lógica, as estações vêm e vão, trazendo consigo as flores e as frutas preferidas e as nem tanto. As pessoas também, na última florada da mirra chegava o Gabriel, que agora já tem um ano. Estou certa em contar o tempo pela natureza  e não pelo relógio.

O Gabriel certamente também pensa assim, ainda não foi contaminado pela síndrome de urgência que se alastra pelo mundo afora e não nos deixa observar as pequeninas coisas do dia a dia.

Patchwork da Mommy



...um lugar para se falar de patchwork, quilt, receitas culinárias,gatos, plantas e o que mais vier...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...