domingo, 27 de janeiro de 2013

Filé de frango gratinado

 

O frango deve ser a carne mais consumida no país. Tem gente que não come carne de vaca ou de porco, fazendo opção pelo frango. Eu também gosto de frango, mas como é uma carne de sabor mais suave tende às vezes a ficar enjoativa se não variarmos o modo do preparo. Muito raramente compro frango inteiro já que os comensais aqui só comem o peito, as coxas , as sobrecoxas e vez por outra as asas. Acho que é muito desperdício comprar um frango inteiro para comer só algumas partes, eu mesma só aprecio o peito e as sobrecoxas.

Quando vou preparar tortas ou recheio compro o peito inteiro e em outras receitas prefiro o filé que já vem sem pele, ossos e cortado, portanto menos trabalho e menos coisas para descartar. O pior é que sempre me dizem que o peito é a parte pior do frango, sem gordura, sem gosto, branca, muito seca e outros atributos. Toda pessoa que entende um pouco de cozinha sabe que a gordura é o maior condutor de sabor, portanto quanto mais gordura contiver a preparação mais saborosa ela será. Eu porém, prefiro economizar na gordura e abusar dos temperos, acho mais saudável.

Também não sou aquela pessoa fanática por dieta e alimentos diet ou light, por sinal nem gosto deles, prefiro minha comidinha feita em casa, contendo apenas ingredientes com nomes de fácil pronúncia e nenhum conservante e outros ante…

Bom, estava eu diante de um quilo de filé de frango e sem a mínima vontade de fazer grelhado,  então rompendo com meus conceitos de não fazer nada frito para não sujar minha cozinha, temperei os filés com sal e pimenta moída na hora, deixei descansar para tomar gosto e empanei.

filé de frango gratinado 004

Enquanto o tempero cumpria sua função preparei um molho bechamel, abri uma latinha de tomates pelados que piquei e refoguei em azeite de oliva. Reservei tudo.

Fritei os filés, escorri em papel toalha e arrumei em um refratário, alternando com os tomates pelados e molho bechamel. Como cobertura espalhei o molho restante e polvilhei queijo parmesão ralado e farinha de rosca em partes iguais.  Levei ao forno quente para gratinar até ficar coma aquela apetitosa cor dourada e um aroma delicioso. Polvilhei cebolinha antes de levar à mesa.

Mais simples impossível e ficou divino. Como fiz sem medir ou pesar nada não tem receita, mas prometo postar minha receita de bechamel num próximo post.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, ficarei muito feliz.

Patchwork da Mommy



...um lugar para se falar de patchwork, quilt, receitas culinárias,gatos, plantas e o que mais vier...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...