sábado, 18 de janeiro de 2014

E os pães voltaram…

 

Não que algum dia eu tivesse deixado de fazer pães, é uma paixão. Para mim o pão é um alimento perfeito e por isso é consumido há tantos milênios.

Dei uma pausa na publicação das receitas de pão porque muitos queriam saber quem comia tanto pão. A verdade é que comem mesmo e também levam. Gosto de presentear as pessoas que amo com coisas que eu mesma faço, então pão é uma delas. Se gostam, aí  minha alegria se multiplica.

Mas, ano novo, posts novos, receitas novas, pães novos. Só o que não é novo é mesmo meu amor pela cozinha. Cozinhar é o maior dom com que Deus me agraciou e procuro fazer dele um exercício de amor à minha família e aos que me dão o prazer de conviver comigo.

Não faço pão todos os dias, mesmo porque tenho minhas outras obrigações, os bordados, o patchwork, a leitura e principalmente escrever, outra paixão dentre as tantas que me ocupam os dias. Geralmente faço três vezes por semana, assando 2 de cada vez. Quase sempre congelo um para alguma ocasião de aperto.

Gosto de planejar meus dias, é raro me levantar e dizer hoje vou fazer isso… Então se vou fazer pão, aproveito que o forno será ligado para assar também um bolo, uma torta ou biscoito. Não sou muquirana mas não suporto desperdícios e quando desligo o forno e tiro o pão, aproveito o calor para torrar as cascas de ovos que depois transformo em farinha e vão enriquecer a comida das galinhas.

Todas as receitas que publico são testadas antes e a maioria sou eu que invento mesmo, então as fotos são verdadeiras e só falo que ficou gostosa se ficou mesmo.

Quem não tem muita prática com panificação, por vezes encontra dificuldades em obter bons resultados nos primeiros pães. Estou elaborando umas dicas que facilitam um pouco, coisas que as pessoas não gostam de contar, “os pulos do gato”.

Meus pães são feitos na MFP, mas com a mesma receita pode ser feito à mão, não é preciso mudar nada, só utilizar a força do braço. Só utilizo a MFP para misturar e sovar os ingredientes, quando a massa está pronta retiro da cuba e coloco em uma bacia polvilhada para crescer. Se o tempo está seco cubro com um plástico, assim a massa vai reter a umidade necessária. Se estiver úmido não é necessário cobrir.

Ingredientes

550 ml de água gelada

2 colheres de leite em pó

1/2 colher de sal marinho

2 colheres de açúcar mascavo ou cristal

1 colher de iogurte integral natural , uso o que faço em casa na iogurteira.

50 g de farelo de aveia

2 colheres de linhaça

900 g de farinha de trigo para pães

1 colher de fermento biológico seco instantâneo

Colocar os ingredientes na MFP na ordem acima. Ligar e selecionar o ciclo massa.  Terminado retire a massa e leve a crescer em tigela coberta por cerca de 1h30min, ou até dobrar de volume.  Despejar a massa numa bancada polvilhada, dividir em 2 e moldar o pão no formato que desejar. Colocar em forma untada e enfarinhada e levar para crescer até dobrar de volume. Antes de levar ao forno pincelar com clara misturada com um pouco de água e polvilhar gergelim. Usei gergelim com casca.

O forno deverá ser pré-aquecido a 200° Colocar o pão e após 10’ reduzir para 180 e terminar de assar. Quando a côdea estiver dourada e firme tirar do forno, desenformar e colocar sobre uma grade para esfriar.

Nunca, jamais, corte um pão logo ao tirá-lo do forno, ele continua assando até esfriar completamente. Quando se corta o pão quente ele perde o ar e murcha.

Patchwork da Mommy



...um lugar para se falar de patchwork, quilt, receitas culinárias,gatos, plantas e o que mais vier...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...