segunda-feira, 14 de abril de 2014

Torta de abobrinha, ricota e cebolas confitadas

Semana passada a filhota veio almoçar comigo. Joga no time dos difíceis para comer. Não gosta de carne, exceção feita ao filé mignon e à picanha. Peixe nem pensar, não gosta do cheiro de bacalhau e nem de camarão. Na realidade o prato preferido dela já publiquei aqui, é Torta de legumes.

Até pensei em fazer uma, mas não tinha alho-poró e nem cogumelos e esse lindo pé inchado não me deixa zanzar à procura de ingredientes. Na verdade aproveitei a desculpa para inventar outra coisa. Abri a geladeira, tirei o que estava disponível e  espalhei sobre a bancada. Enquanto a inspiração não chegava, fiz minha massa habitual de torta, no processador, embrulhei em filme plástico e levei à geladeira.

Passei ao recheio, piquei em cubinhos 2 abobrinhas italianas e levei a refogar em azeite, alho fatiado e um tico de sal e pimenta. Em outra frigideira coloquei manteiga e espalhei 2 cebolas grandes em rodelas, deixei em fogo mínimo para confitar. Ficaram lindas, macias, brilhantes e meio amareladas.

Juntei às abobrinhas 250 g de ricota amassada, um punhado de azeitonas verdes picadas e 2 colheres de queijo ralado. Provei o tempero e acrescentei umas ervas, salsa, cebolinha, orégano e tomilho. Enquanto esfriava, levei a massa da torta ao forno para pré assar. Para quem não tem prática, a dica é abrir a massa bem gelada entre dois pedaços de plástico, colocar na forma, colocar um papel manteiga e espalhar feijão cru, para não deixar a massa estufar ou escorregar nas laterais. Levar ao forno quente por cerca de 15’.  Nesse momento já abro também um disco para a parte da cobertura e deixo na geladeira.

Tirei do forno e esperei amornar enquanto acabava de preparar o recheio. Bati levemente 4 ovos com 250 ml de creme de leite fresco, como se fosse fazer uma quiche. Coloquei então sobre a massa a abobrinha com a ricota, as cebolas confitadas formando uma camada e delicadamente espalhei a mistura de ovos e creme de leite.

Cobri com o disco de massa reservado, pincelei com uma gema e levei novamente ao forno por cerca de 20’, até que estivesse bem dourado por cima.

 

Esses tomatinhos foram os últimos da horta. Agora é plantar novamente.

Patchwork da Mommy



...um lugar para se falar de patchwork, quilt, receitas culinárias,gatos, plantas e o que mais vier...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...