Gatos, paixão inexplicável...

 
 
 
Na vida não há como dizer vou me apaixonar por algo ou por alguém, simplesmente acordamos e já estamos apaixonados. 
 
 Perde-se então na memória do tempo o dia em que me vi apaixonada pelos felinos. Não sei se foi amor à primeira vista ou se dividido em suaves prestações, o que sei é que uma vez instalado nunca mais arredou pé. E a recíproca é verdadeira, qualquer gato se sente imediatamente atraído por mim. Dizer "eu amo gatos" é muito pouco significativo para mim, porque na realidade "eu me sinto parte da espécie gato". Basta uma troca de olhares e já sabemos nos entender.  Gato detesta ser mandado, ser tratado como brinquedo, ser deixado em segundo plano. Gato não tem dono, tem súditos. Não se importam com a solidão, são muito independentes, mas têm seus momentos de querer "ficar junto", mas não de qualquer pessoa, eles escolhem, nunca são escolhidos.
 
Com gatos não existe mais ou menos, é sim ou não. Tipo ame-me ou deixe-me, no caso eles é quem deixam. Para amar um gato é preciso ser como eles, egoísta, fanfarrão, nunca dar o braço a torcer. Zombar da dor, alguém já viu um gato gritar de dor? não, quando sentem dor eles se recolhem e ficam completamente mudos. Só se percebe que sofrem pelo olhar. O paladar exigente é outra característica marcante nos gatos, ficam sem comer se a ração não agradar, a água tem que ser limpa e fresca. Os meus gostam que os lençóis, fronhas, edredons estejam sempre limpos e com cheiro de amaciante, do contrário não deitam e ficam encarando a gente com cara de ponto de interrogação.


Minha paixão por gatos é que me levou a descobrir a paixão por patchwork,  porque é certo que todo quilteiro que se preza tem pelo menos um gato ( geralmente são vários). Basta observar as fotos, há sempre um gato por perto, quando não está em cima do trabalho.
 
Sendo os gatos donos de personalidade tão forte sinto-me realmente privilegiada por já haver sido e ainda continuar sendo amada por todos que se aproximam de mim. Troco mensagens com eles até pelo olhar. É um amor inconfundível, paira no ar. Fico triste quando eles já idosos se vão  e então sempre chegará outro, precisam de mim, mas eu preciso deles muito mais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, ficarei muito feliz.

Patchwork da Mommy



...um lugar para se falar de patchwork, quilt, receitas culinárias,gatos, plantas e o que mais vier...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...